terça-feira, 30 de abril de 2013

Mulheres de Condado tem dias movimentados com curso de hidráulica e comemoração da Páscoa


O Programa Mãe Coruja este mês teve uma movimentação grande para suas gestantes e mães cadastradas e mulheres de Condado.

Além de cursos promovidos pela Coordenadoria da Mulher em parceria com a iniciativa privada industrial, especificamente de tubos e conexões, foi marcado também pelas comemorações da páscoa.

O curso de Hidráulica específico para mulheres, teve o objetivo de ensinar a resolverem pequenos problemas hidráulicos que surgem no dia a dia como sanar um pinga pinga na pia ou no chuveiro.

Aconteceu na tarde da última sexta- feira de abril, na Casa das Juventudes em Condado. Inédito na cidade, este curso contou com beneficiárias do Programa Mãe Corujas e convidadas que são assistidas pelo município. O clima foi de aprendizado da prática de atividades geralmente realizadas pelos homens contando com total atenção de todas as alunas que puderam interagir e praticar os novos ensinamentos.

Ao mesmo tempo no Canto Mãe Coruja gestantes e mães comemoraram a páscoa.

 



          
 
 

 






        




 

 


 

Gestantes e mães do Mãe Coruja de Santa Maria da Boa Vista recebem cursos de reciclados


 
 

 
            O Programa Mãe Coruja Pernambucana tem como objetivo diminuir os altos índices de mortalidade materna e infantil em municípios onde estas taxas são de 25 por mil crianças nascidas vivas. Neste sentido, o Mãe Coruja vem trabalhando de forma integrada com estes municípios, com oito secretarias de estado e a sociedade civil organizada no esforço de tornar estes índices aceitáveis.
          Um exemplo de ação desta rede intersetorial e solidária é a iniciativa do trabalho da Secretaria de Trabalho Qualificação e Empreendedorismo, em parceria com o SESI, junto ao Canto Mãe Coruja de Santa Maria da Boa Vista – PE, onde está promovendo oficinas de reciclagens do dia 15 de abril a 06 de maio para gestantes, mães e crianças cadastradas no Programa. Estão participando destas oficinas 19 gestantes e mães do Mãe Coruja, onde todas tem aproveitamento significativo por ter no momento das oficinas, para seus filhos, atividades recreativas e lúdicas.
          Até o momento tem se trabalhado atividades como: reciclando garrafas de vinho com pinturas e barbantes, reciclagem com guarda-chuva quebrado na confecção de almofadas, montagem de puff com garrafas peti. "A turma no decorrer dos encontros transformarão materiais usados em novos produtos para o consumo, uma vez que, o processo de reciclagem além de preservar o meio ambiente é também fonte de geração de riqueza". Comentário da orientadora dos cursos Josefa Severina dos Santos. Ao final, um concurso dos melhores trabalhos desenvolvidos pelas participantes será realizado pelo SESI.
 

 

 



 

       

 
 
 

 




 

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Gestores municipais e a Assessoria especial do governador para assuntos do Programa Mãe Coruja juntos, melhorando a qualidade de vida dos Pernambucanos






 

        Neste início de ano, considerando as recentes mudanças nas equipes municipais, programamos visitar as Prefeituras notadamente aquelas mais distantes.
      O Mãe Coruja já fora apresentado no Encontro do Governo "Juntos por Pernambuco" com todos os Prefeitos eleitos, encontro que se deu em Gravatá, registrando-se presença maciça dos Prefeitos , os novos revelando interesse pelo Programa e os reeleitos confirmando o bom conceito que têm do trabalho feito para diminuir a mortalidade materno-infantil em Pernambuco.
       Na prática a gente sabe que nestes encontros fica oentusiasmo ,a motivação. Entretanto um Programa com tantas interfaces como o nosso carece de uma conversa mais próxima, envolvendo toda a equipe de governo local, onde cada setor e cada gestorpossa compreender a amplitude e a profundidade dos objetivos e se ver dentro dele como ator não como espectador.
      Assim desenvolvemos, via de regra e com as devidas adequações à realidade de cada Município, a seguinte pauta durante nossas visitas:  Visita ao Prefeito; Reunião com Secretários onde cada um coloca seu conhecimento sobre o Programa, apresenta suas dúvidas, suscita iniciativas de trabalho integrado.  Com esta pauta visitamos Ouricuri, Exu, Moreilândia, Bodocó, Araripina ,Ipubi, Santa Cruz e Santa Filomena.
       Voltamos particularmente animadas com o conceito que o Mãe Coruja desfruta naquela área e a constatação da disposição dos gestores de melhorarem as condições de funcionamento dos Cantos Mãe Coruja.

      Em outra área, ainda dando continuidade ao trabalho da assessora do gorvernador para assuntos do Programa Mãe Coruja Pernambucana, no dia 6 de março foi realizada visitas ao município de Jaqueira.
Além das reuniões e visitas a secretários e secretarias, a assessora Cleuza Pereira visitou o hospital do município. Foi o dia todo, município e assessoria trabalhando juntos no fortalecimento de mecanismo que alimentem o cuidado com a gestante, mulher, crianças e famílias cadastradas no Mãe Coruja em Jaqueira.









 

 

 

 


 


Município e Mãe Coruja de Bodocó unidos, homenageiam as mulheres em seu dia


           


       O Programa Mãe Coruja participou no dia 04/03, da Semana da Mulher em parceria com com o município através das Secretarias de Saúde e Assistência Social. A programação das atividades foram diversificadas com ações de saúde, artesanato, beleza, orientações de cidadania como Direitos da Mulher, Violência contra a mulher, orientações sobre o programa Bolsa Família e esclarecimentos sobre o Programa Mãe Coruja.
      A equipe do canto e do circulo de cultura se dividiram para que o Programa pudesse estar presente em todas as atividades da semana da mulher, que foram distribuídas por unidades de saúde da família e finalizando no dia 08/03, com um grande mutirão de beleza.
        No dia 12/03 a equipe se reuniu para avaliar as ações, que foram vistas como um evento muito proveitoso e de muita importância para as mulheres de nosso município, como também a interação das equipes de Saúde e Assistência Social com os profissionais do Programa Mãe Coruja. Mostrando que unidos cuidamos melhor.
 
 







         

 



As mulheres de Águas Belas terão cuidados garantidos pela Casa Rosa e Programa Mãe Coruja Pernambucana


       
As mulheres de Águas Belas em seu dia internacional, recebem grande homenagem por parte da prefeitura com a inauguração de importante equipamento municipal de saúde preventiva onde a mulher é prioridade, a “Casa Rosa”.

A Casa Rosa faz parte de Programa Municipal, especificamente da Secretaria de Saúde que, ao constatar os altos índices de câncer de mama e colo uterino em mulheres jovens, assim como de uma demanda de gestantes altíssima, teve a iniciativa de criar a Casa Rosa. Esta casa proporcionará as mulheres águas belences atendimento cercados de todo cuidado necessário ao seu bem estar.

Além de um bom aconchego à mulher, importantes serviços serão oferecidos neste espaço como: Exames de mama, exames preventivos (Papa Nicolau) ultrassonografias, planejamento familiar, ginecologia, pré-natal de baixo e alto-risco, dentre outros serviços necessários à saúde da mulher.

Visualizado pela prefeitura como importante movimento de articulação em favor da mulher e da criança, o Programa Mãe Coruja Pernambucana do Governo do Estado, foi acolhido com carinho, tendo o seu espaço na Casa Rosa. O Canto Mãe Coruja recebe as gestantes, são cadastradas e encaminhadas para receberem todos os direitos, como mulher, do município e do estado.



         
 
         

 
 
 

 

 


 


terça-feira, 23 de abril de 2013

Gestantes, mães e crianças de Vertentes comemoram a Páscoa






           A palavra Páscoa vem do hebraico (Pessach) e significa passagem . A Páscoa é uma celebração  das religiões cristãs que simboliza a ressurreição de Jesus Cristo depois de sua morte, após ser crucificado. A Páscoa é uma data móvel, que varia o dia a cada ano.
          Os espanhóis chamam a data de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de  Pâques.  A Páscoa é o dia mais importantes para os cristãos, e é cheio de símbolos que marcam gerações. As famílias judaicas fazem um jantar especial que geralmente dura oito dias.
         No dia 02 de abril foi comemorada no PSF da zona urbana a Páscoa com as gestantes e mães que participam do Círculo de Educação e Cultura . A equipe Mãe Coruja realizou a palestra sobre o significado da Páscoa, mensagens e distribuíram lembrancinhas preparadas pela educadora. Foi o momento de muita reflexão sobre o verdadeiro sentido da Páscoa.
    


terça-feira, 16 de abril de 2013

Cabrobó e Terra Nova identificam suas áreas de cuidado


           Hoje o Programa Mãe Coruja Pernambucana realiza o monitoramento de suas ações de uma forma mais fácil através do seu Sistema de Informação. Como exemplos: visualizar para priorizar gestantes e crianças de risco, gestantes que completam suas 7 consultas para receber o seu enxoval, gestantes e crianças com insegurança alimentar entre outras ações nos municípios onde o Programa atua. Ajustes serão necessários, claro, por ter o Sistema de Informação sido implantado recentemente
                Neste sentido, algumas iniciativas como esta realizada pelas coordenações regionais do Programa Mãe Coruja do Sertão do São Francisco e Sertão Central, numa ação conjunta,  em reunião realizada no dia 15 de abril de 2013, na Secretaria de Saúde de Cabrobó, onde juntas refletiram um caso específico de identificação de  cerca de 15 localidades do Município de Cabrobo que buscam os serviços de Terra Nova. O ponto que realmente forçou uma tomada de decisão foi a ocorrência de 02 óbitos infantis de crianças que foram acompanhadas em Terra Nova mas que residiam em localidade de Cabrobó.

         Esta iniciativa causou um impacto positivo pois, compromissos foram firmados e de imediato foi realizada uma programação onde essas localidades a partir de então serão assistidas pela Atenção Primária e acompanhadas pelo Programa Mãe Coruja de Cabrobó. Foi firmado também o compromisso de que, as gestantes e mulheres que buscarem o Canto Mãe Coruja de Terra Nova serão acolhidas e orientadas.
         Com os relatórios gerados pelo  Sistema de Informação do Mãe Coruja estas informações serão rapidamente identificadas e resolvidas.
        
 


 

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Quipapá tem campanha Nenhuma Pernambucana sem Documento


 
         A campanha NENHUMA PERNAMBUCANA SEM DOCUMENTO tem como objetivo promover o resgate da cidadania das mulheres e viabilizar o acesso às políticas públicas com a formação de educadoras sociais. Na parte da formação desenvolvesse aulas sobre gênero e cidadania, com abordagem na importância da retirada de documentos, mostrando as mulheres que a garantia de seus direitos permite a autonomia política, econômica e social
     Neste sentido, dia 03 de abril de 2013, no município de Quipapá, foi realizado a campanha NENHUMA PERNAMBUCANA SEM DOCUMENTO da Secretaria da Mulher do estado na da Secretaria de Desenvolvimento Social do município. A campanha contou com a presença de gestantes e mães cadastradas no Mãe Coruja e familiares, coordenação da Secretaria da Mulher, profissionais do Canto, e equipe para emissão de documentos da Secretaria de Defesa Social, e Secretaria do Trabalho .
         O canto Mãe Coruja de Quipapá colaborou com a divulgação e também durante o evento. Foi constatado pela equipe o total de quinze mulheres cadastradas no Mãe Coruja que foram beneficiadas com esta ação, conforme lista da Secretaria da Mulher.



       
 

          


sexta-feira, 12 de abril de 2013

Canto Mãe Coruja de Santa Cruz em Ação Articulada com a USF da Bulandeira.


 

No dia 26/02/2013, aconteceu mais um encontro do Grupo de Gestantes do PSF Bulandeira, com participação da enfermeira Iris. O tema foi Cuidados Maternos e transformações durante a gestação. O Canto Mãe Coruja, através da técnica Elysandra Mendes, distribuiu os almanaques da família as mães corujas e gestantes, a mesma fez os comentários do conteúdo e a importância do desenvolvimento da 1ª infância.

Houve a participação ativa das gestantes e mães finalizando com a confraternização.

É verdade que as ações articuladas propiciam ao desenvolvimento das políticas públicas, e o protagonismo precisa ser estimulado pelos técnicos responsáveis, e principalmente pelos usuários dos serviços.

Parabéns ao Grupo de gestantes e equipe responsável.

Texto: Elissandra Mendes e Newilton Góis (Técnicos do Canto de santa Cruz)





Município junto ao Mãe Coruja de Dormentes priorizam a investigação do óbito, infantil e materno



Primeira reunião do grupo técnico de vigilância do óbito Materno e Infantil em Dormentes - PE

Aconteceu dia 11/04/2013, no Hospital Nossa Senhora da Paz, a primeira reunião do Grupo Técnico de Vigilância do Óbito Materno e Infantil de Dormentes. O G.T. é formado por representantes da Epidemiologia, Hospital, Técnicos do Programa Mãe Coruja e Atenção Básica, profissionais estes, envolvidos com a assistência ou vigilância de mulheres em idade fértil ( MIF), grávidas e a crianças menores de 1 ano.

O G.T. tem como objetivos:

· Analisar e discutir os óbitos Infantis, Mulheres em Idade Fértil e Matern

· Realizar o fechamento da ficha síntese

· Propor medidas de prevenção

· Encaminhar os dados para análise e discussão ao comitê

A medida visa fazer com que as informações levantadas sejam utilizadas para desenvolvimento de ações que reduzam a Mortalidade Materna, Infantil e Fetal.


 
 
 

 
           

 

Governo do Estado inaugura maternidade em Jaqueira


 Foi Inaugurado dia 01 de abril de 2013, o Hospital Maria Helena Silva de Andrade de Jaqueira  estavam presentes o Governador Dr. Eduardo Campos e o Secretario Estadual de Saúde. O Hospital tem a capacidade instalada de 32 Leitos: 05 Leitos de Pediatria, 20 Leitos Adulto :10 feminino e 10 masculino e 07 Leitos Obstétricos.  Na ocasião, as Técnicas do Programa Mãe Coruja presentes, informaram ao Governador o quantitativo de gestantes cadastradas e crianças acompanhadas do município.

Município de Cabrobó e Mãe Coruja juntos, priorizam áreas mais vulneráveis

      


         


         No dia 12 de Fevereiro foi apresentado às lideranças da tribo indigena Truká em Cabrobó, o Programa Mãe Coruja Pernambucana. Lá foram apresentadas nossas metas e objetivos. A tribo que conta com dois Caciques : “Dão” e “Neguinho” se disponibilizaram a informar e trabalhar pelo sucesso do Programa dentro da aldeia. É o Programa Mãe Coruja rompendo fronteiras e promovendo a interação entre as etinias.

         Dando continuidade ao trabalho com os Truká, a Secretaria municipal de Saúde de Cabrobó e secretaria municipal de Ação Social, o canto Mãe Coruja Cabrobó, promoveu no dia 11 de Abril, palestra com as gestantes indígenas desta tribo. A palestra teve como tema : “ A importância da afetividade na infância”e reforçou para as mulheres indígenas e futuras mães a importância do respeito e amor a nossas crianças.
        Em outra ação em área vulnerável, o Mãe Coruja de Cabrobó, relizou com sucesso o cadastramento do programa “Leite para Todos” no município em parceria com a secretaria de Ação Social e Secretaria municipal de saúde de Cabrobó, o canto Mãe Coruja conseguiu resgatar as mulheres e crianças que estavam afastados do programa Mãe Coruja, reatando os vínculos com essas famílias e assegurando o reforço na alimentação de mulheres e crianças que estão em vulnerabilidade social no nosso município.

 
 


 
     
         
 





















 










 
 





terça-feira, 9 de abril de 2013

A investigação do óbito Fetal, Infantil e Materno é prioridade no Sertão do Moxotó



Dando continuidade ao processo de formação em Monitoramento e Vigilância do Óbito Fetal, Infantil e Materno estiveram reunidos nos dias 3 e 4/04, próximo passado, no Hotel Monteirão em Arcoverde profissionais do Canto Mãe Coruja, representação da Vigilância em Saúde e Atenção Primária da VI Região de Saúde, e representantes da Vigilância Epidemiológica e Atenção Primária dos municípios de Arcoverde, Buíque, Custódia, Inajá, Ibimirim, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia,Tacaratu,Tupanatinga e Venturosa.


A Oficina teve como objetivos: Fortalecer o processo de trabalho; Harmonizar referenciais teóricos; Sistematizar conhecimentos sobre o processo de trabalho no Programa Mãe Coruja. Tendo como eixo norteador a evitabilidade das causas de morte, à luz da evolução do conhecimento e tecnologia para a prática da atenção à saúde. As discussões sobre a temática foi enriquecedora e os municípios saíram com o desafio de abordar o óbito evitável, em seu território, como um “evento sentinela”. Fortalecendo os Grupos Técnicos, e ampliar a rede de mobilização e articulação para discutir e sugerir medidas de intervenção visando evitar que ocorram outros óbitos pelas mesmas causas no seu território.

 


sexta-feira, 5 de abril de 2013

Crescimento e Desenvolvimento Infantil tem vez em Vertentes


    O Mãe Coruja através dos seus Círculos de Educação e Cultura realizou o mês do bebê em agosto, terminando com os preparativos para a semana da criança de Vertentes. Foi realizada palestra sobre higiene bucal do bebê, com o dentista na zona rural, assim como momentos importantes onde o aprofundar a relação mãe-bebê, fortalecer o vínculo materno através do toque, da música e do brincar da mãe com o filho foi o foco principal.
    As educadoras estimularam esse contato utilizando vários tipos de brinquedos e atuando como facilitadoras desse processo de maior aproximação que muitas vezes é difícil devido a correria do cotidiano. As atividades tiveram muita aceitação por parte das mães que ao brincar com seu filho puderam relembrar sua própria infância e usufruírem de momentos  de tranqüilidade no cuidado com os filhos e tomarem consciência da importante destas brincadeiras para o crescimento e desenvolvimento saudáveis de seus filhos.




terça-feira, 2 de abril de 2013

Mães Corujas de Agrestina são homenageadas


            Foi realizado no dia 20 de dezembro de 2012, uma confraternização em homenagem as mulheres cadastradas no Canto, na oportunidade agradecemos por mais um ano de realizações e pelo apoio e confiança dessas mães ao Programa Mãe Coruja Pernambucana. No momento foi oferecido almoço, além da realização da entrega de certificados pra mulheres que realizaram os cursos de confeitaria e corte e escova de cabelo no ano de 2012. O evento foi realizado no CCI/Agrestina (Centro de convivência dos idosos).